Diferenças entre letramento e alfabetização

Letramento

O ato de ler, em relação a uma dimensão individual, é um conjunto de habilidades e conhecimentos lingüísticos e psicológicos, que se estende desde a habilidade de decodificar palavras escritas até a capacidade de compreender textos escritos. São categorias complementares. É um processo de relacionamento entre símbolos escritos e unidades sonoras e, também, um processo de construção da interpretação de textos escritos. Ler estende-se desde a habilidade de simplesmente traduzir em sons sílabas isoladas, até habilidades de pensamento cognitivo e metacognitivo. Também inclui outras habilidades: de captar o sentido de um texto escrito, capacidade de interpretar seqüências de idéias ou acontecimentos, de fazer analogias, comparações, figuras de linguagem, relações complexas, anáforas, e de fazer predições sobre significado do texto, de construir o significado combinando conhecimento prévio com as informações do texto, de controlar a compreensão e modificar a compreensão, modificar as predições iniciais e de refletir sobre a importância do que foi lido, tirar conclusões e fazer avaliações. Há ainda o fato de que essas habilidades se aplicam de forma diferenciada a uma enorme diversidade de materiais escritos (literatura, jornais, revistas, bula de remédio, catálogos, tabelas, cartas, anúncios…).

O ato de escrever engloba habilidades de traduzir fonemas em grafemas, habilidades cognitivas e metacognitivas, habilidade motora, habilidade de selecionar informações relevantes sobre o tema do texto, habilidade de fixar os objetivos do texto, habilidades de organizar as idéias no texto, de estabelecer relações entre elas, de expressa-las adequadamente, o uso adequado da ortografia e da pontuação. Tal como ocorrem com as habilidades e conhecimentos da leitura, a escrita deve ser utilizada de forma a diversificar materiais escritos: desde uma simples assinatura até uma produção de um ensaio ou de uma tese de doutorado.

Alfabetização

Analfabeto significa, segundo o Novo Dicionário Aurélio da Língua Portuguesa estado ou condição de analfabeto, ou seja, de quem não sabe ler e escrever. Já alfabetização possui o significado de uma ação de quem alfabetiza, de quem “ensina a ler e a escrever”. No que diz respeito ao termo alfabetismo remete ao “estado” ou “condição” de quem assume a posição de aprendiz da leitura e da escrita. Semianalfabeto, portanto, seria o indivíduo que não foi alfabetizado por completo, não passou por um ensinamento íntegro das relações entre símbolos e suas representações gráficas, estacionando simplesmente em um processo o qual, diferente do letramento, é limitado. O indivíduo pode, por exemplo, assinar o próprio nome, mas não conseguirá escrever outra palavra e, assim, atingir o grau de início do letramento, a menos que dê continuidade ao processo de alfabetização. Quanto ao analfabeto funcional, este possui um grau mais elevado de conhecimento acerca das relações símbolo-som e suas respectivas representações linguísticas. Pode por exemplo, além de assinar o próprio nome, escrever uma ou outra palavra e ler um determinado texto curto.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s